Veja tudo sobre o caso Panama Papers e entenda porque o vazamento de documentos confidenciais do escritório Mossack Fonseca é o maior da história…

Corrupção, crise política e econômica são temas amplamente discutidos na mídia internacional. Jornalistas do mundo inteiro estão sempre em constante busca de desvendar, encontrar e punir os culpados para os mais diversos crimes como, por exemplo, lavagem de dinheiro, recebimento de propina, desvio de dinheiro público, enriquecimento ilícito, entre outros.

panama papers brazil rede globo lava jato offshore politicos brasileiros

The Panama Papers

O que é o Panama Papers?

Panama Papers é uma grande investigação jornalística global conduzida pelo ICIJ (sigla em inglês para Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos) sobre a indústria de empresas offshore, um modelo de negócio que, se usado de forma mal-intencionada e ilícita, permite dificultar o rastreamento do dinheiro e de seus donos.

O modelo é muito utilizado para esconder a origem de grandes montantes de dinheiro que são usados para atividades ilícitas.

O que é uma empresa Offshore?

Empresas que se utilizam do modelo offshore são abertas no exterior, legalmente, como forma de investimento em bens e ativos no exterior. Se declaradas legalmente no imposto de renda, não há problema algum e é uma operação legal, sendo uma ótima opção de investimento para grandes empresários.

No entanto, esse tipo de empresa é também utilizada de forma ilegal, não sendo declarada devidamente no imposto de renda, visando burlar a fiscalização, sonegar impostos, acobertar o real dono do dinheiro e ficar fora do radar das autoridades do seu país de origem, e permitindo que seus reais dono encubram seus negócios.

O principal propósito para abrir uma offshore ilegalmente é para esconder a origem de dinheiro que é usado para pagamento de propina ou até mesmo em casos relacionados com tráfico de drogas. Normalmente, offshores ilegais são abertas em paraísos fiscais, ou seja, países com baixos impostos, ou nenhum.

panama papers mossack fonseca

Panama Papers – Mossack Fonseca

The Panama Papers – 11,5 milhões de documentos confidenciais vazados

O grupo de jornalistas que lideram a investigação tiveram acesso a 11,5 milhões de documentos confidenciais vinculados ao escritório de advocacia panamenho chamado Mossack Fonseca. Mais de 370 jornalistas de mais de 100 empresas de notícias de várias partes do mundo, incluindo o Brasil, estudaram e analisaram meticulosamente todos esses documentos, o que tornou o Panama Papers uma das maiores investigações de corrupção e lavagem de dinheiro da história.

O vazamento dos documentos confidenciais é em nível global e abrange roubo de ouro na Inglaterra, lavagem de dinheiro na política do Brasil com forte ligação a operação Lava Jato, acusações de suborno da FIFA, a organização que gerencia o futebol no mundo e vários outros casos de corrupção.

Cerca de 20 jogadores e ex-jogadores de futebol famosos são mencionados nos documentos, incluindo Lionel Messi, que enfrenta acusações de que ele e seu pai se utilizaram de offshores em Belize e no Uruguai com o objetivo de sonegar milhões de dólares em impostos.

   

A investigação aponta que 12 líderes mundiais possuem contas bancárias em paraísos fiscais e ainda mostra como pessoas relacionadas com o presidente russo, Vladimir Putin esconderam quase 2 bilhões de dólares em bancos e empresas de fachada.

Após a análise dos documentos, foi verificado que a Mossack Fonseca, que possui unidades de escritórios em diversos outros países, é uma das maiores constituidoras de empresas de fachada do mundo. Os documentos mostram que o escritório criou 214 mil empresas offshore ligadas a pessoas em mais de 200 países.

As revelações ainda apontaram o envolvimento de 140 políticos de mais de 50 países, vinculados a empresas offshore em 21 paraísos fiscais. Chefes de Estado, ministros, parlamentares, deputados e vários outros políticos tem seus nomes mencionados no Panama Papers. Documentos como planilhas, e-mails, faturas, recibos e vários outros documentos indicam que as atividades ilegais foram cometidas nos últimos 40 anos.

A Mossack Fonseca e o Panama Papers

O escritório de advocacia Mossack Fonseca foi fundado no Panamá em 1977 e hoje atua com escritórios afiliados em mais de 40 países. O escritório é investigado por constituir empresas de fachada, sendo utilizadas pelos seus clientes para lavar dinheiro, esconder a sua origem e outras práticas ilegais.

As investigações do Panama Papers apontam a Mossack Fonseca como umas das principais empresas do mundo relacionadas a abertura de empresas de fachadas, mas que por meio de muitas artimanhas conseguia preservar a identidade dos seus clientes e mantê-los fora do alcance das autoridades.

panama papers brasil operacao lava jato brazil car wash operation

Panama Papers Brasil – Operação Lava Jato

Panama Papers Brasil

Os documentos investigados no Panama Papers apontam 107 empresas offshore ligadas a pessoas ou empresas envolvidas na maior investigação sobre corrupção conduzida até hoje no Brasil: a Operação Lava Jato. O escritório brasileiro da Mossack Fonseca é apontado de criar e vender empresas offshore a políticos e parentes de sete partidos brasileiros.

A investigação ainda verificou que algumas empresas offshore operadas pela Mossack Fonseca estão ligadas às maiores empreiteiras do Brasil envolvidas na operação Lava Jato, respondendo por acusações de subornos por grandes contratos milionários na Petrobrás. A Mossack Fonseca despertou atenção das autoridades brasileiras por causa de diversas investigações de corrupção dentro da Petrobrás.

Panama Papers – O maior vazamento de documentos confidenciais da história

O Panama Papers foi a investigação que teve o maior vazamento de documentos confidenciais de todos os tempos. Graças ao árduo trabalho e muita dedicação do Consórcio Internacional de Jornalista de Investigação (ICIJ) foram vazados cerca de 2.6 TB (terabytes) de informação.

Antes do Panama Papers, o maior vazamento de documentos confidenciais tinha sido a Offshore Secrets, em 2013 com 260 GB (gigabytes) de informações vazadas. Investigação que também teve alvo empresas offshore.

O trabalho do grupo de investigadores é crucial para o combate a corrupção mundial, pois traz a tona o real caráter dos políticos mundiais e como, através de diversas atividades ilícitas e manobras políticas conseguem se manter no poder e continuar enriquecendo às custas de dinheiro público.

O resultado da investigação mostrou a população mundial que com muito trabalho, dedicação e coragem, é possível sim combater o mal e, aos poucos, um por um, desmantelar esquemas de corrupção e identificar criminosos que desviam dinheiro público para fins nada nobres, em vez de trabalhar para desenvolver o mundo de uma maneira mais honesta, sustentável e humana.